segunda-feira, 21 de junho de 2010

Notícia sobre bolsas do mês de Maio

Diante de novo atraso no pagamento das bolsas referentes ao mês de Maio, a UAB/UnB esclarece que não é de responsabilidade da instituição o repasse desses recursos.  O pagamento das bolsas segue um fluxograma em que, até a última semana de cada mês, os atestes são enviados pela UAB/UnB a Capes, seguindo para o FNDE e, por último, ao Banco do Brasil. A partir daí, a administração dos recursos é de inteira responsabilidade do MEC.

Em resposta, a Capes garantiu que 100% das bolsas do mês de Abril foram pagas e que somente aqueles tutores que não possuíam conta corrente aberta não foram contemplados. Quanto as bolsas do mês de Maio, apenas 1/3 foi processado e os demais bolsistas permanecem sem pagamento até que a situação de greve do FNDE se estabilize.

O FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento para a Educação) é uma autarquia do Ministério da Educação responsável pela transferência de recursos. Os funcionários estão em greve desde o dia 26 de abril pela reestruturação dos planos de carreira.


Essa notícia é importante para você? Deixe seu comentário e repasse aos interessados através da barra de redes sociais ao final desse post. Basta clicar no canal desejado (Mail, Blogger, Twitter...) e enviar aos seus contatos.

10 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Gente, mas já houve outros atrasos este ano e, a cada mês, uma "desculpa" diferente. Difícil, não é? Não existe uma outra forma de a UnB resolver isso?

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Cara Caroline,

    A única maneira dessa situação ser resolvida é uma manifestão política. Tutores, coordenadores de tutoria, de polo, alunos da EAD, professores, entre outros, devem se mobilizar contra essa situação. O FNDE está de greve há quase 80 dias, o governo federal não chega num acordo e os únicos penalizados somos nós, a equipe de profissionais que fazem a educação a distância desse país funcionar. Se a gente não reivindica, se não paramos nossas atividades, qual impacto que essa greve do FNDE pode ter para o governo federal? NENHUM... Tudo está funcionando normalmente, é uma pena que não exista uma tomada de posição política contra esse absurdo que estamos vivendo...

    Sandro

    ResponderExcluir
  5. è uma falta de planejamento sem tamanho, falta de respeito ao nosso trabalho!

    ResponderExcluir
  6. É uma falta de respeito, somos cobrados o tempo todo, mas nada de pagamento, e ninguém tem nada a ver com isso???????

    ResponderExcluir
  7. Alguém aí recebeu esta bolsa? Até agora, eu, nadinha!!! Algu~ém sabe alguma inform~ção?

    ResponderExcluir
  8. É absurda a falta de compromisso com os que fazem a educação à distância.
    Sinceramente é por isso que a nossa educação está falida cauzando todos esses desmandos em nosso país.

    ResponderExcluir
  9. Acho esse argumento repulsivo, e extremamente fora da realidade.

    É como se trabalhássemos para o FNDE, o que está longe verdade. Sou bolsista da UAB e tenho um contrato para provar isso. É claro que é responsabilidade da UAB me pagar.

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente essa postura por parte do FNDE demonstra mais uma vez o descaso com a educação pública brasileira e com os profissionais que atuam na EAD-UAB.

    ResponderExcluir